Amamentação: Mitos e Verdades

Inaugurando a sessão “Amamentação”, gostaríamos de falar sobre alguns dos mitos relacionados à amamentação.

Trouxemos alguns dos “mitos” mais abordados em nosso consultório, cujo não esclarecimento apenas confunde e deixa mães e pais inseguros!

Mito: “Amamentar é fácil”

Fato: Como qualquer outra atividade, amamentar requer prática e paciência. Muitas mães e bebês precisam de mais tempo e suporte para adequar a pega, evitando assim lesões nos mamilos e aréolas que por si só já estão mais sensíveis. Junto com as orientações do obstetra e do pediatra, muitas vezes as mamadas iniciais em casa se beneficiam da visita e auxílio da consultora de amamentação, capaz de dar valiosa contribuição no processo de aprendizado da mãe e do bebê.

De maneira alguma toda essa ajuda e adaptação deve ser visto como demérito para a mãe. A rotina intensa de amamentar é cansativa física e psicologicamente para muitas mães, que merecem todo apoio, sem cobranças desnecessárias ou julgamentos.

Mito: “Você não pode ficar grávida amamentando”

Fato: Realmente ao amamentar há liberação de hormônios que podem prevenir a ovulação em algumas mulheres. No entanto, não é um método 100% confiável.

Converse com sua obstetra sobre opções de anticoncepcionais, lembrando que medicamentos constituídos por estrogênio são contra-indicados nessa situação.

Mito: “Você precisa tornar seus mamilos mais resistentes (escovar os mamilos com lixas/escovas) durante a gravidez”

Fato: Nosso corpo naturalmente se prepara para a amamentação. Essas tentativas citadas podem não só interferir na lactação como levar a lesões de pele e infecções.

Mito: “Seios pequenos não produzem leite suficiente”

Fato: O tamanho natural do seu seio não tem nada a ver com a capacidade de produção de leite.

Mito: “Quem amamenta não pode fazer exercício físico”

Fato: Fazer exercício físico faz parte da rotina de muitas mulheres antes de engravidarem. Naturalmente, uma vez que a rotina se torna mais calma com o recém nascido, muitas mamães sentem falta de exercícios. Em relação à amamentação os exercícios leves a moderados, sendo respeitados limites físicos da mãe e garantindo adequada hidratação e alimentação, não interferem na qualidade nem na quantidade de leite produzido.

Mito: “Meu leite é fraco”

Fato: Não existe leite fraco.

O leite pode variar de cor, mas todos são adequados sob o ponto de vista imunológico e nutricional.


Fontes:
Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Academia Americana de Pediatria, Sociedade Brasileira de Pediatria

Colaboradora:
Dra. Juliana Codato Marinelli, Obstetra e Ginecologista pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, Especialista em Medicina Fetal pela Faculdade de Medicina da USP.
Contato: https://julianacodato.com.br/

Foto de capa gentilmente cedida por Carolina e Pedrinho Ramos.

0 comentários

Deixe seu comentário

Quer participar da conversa?
Fique à vontade e participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *